CoronaVoucher: Cadastro e Datas do Auxílio Emergencial de R$600

Em meio a pandemia do novo coronavírus, o Governo brasileiro criou o CoronaVoucher que vai auxiliar diversos cidadãos com um auxílio emergencial no valor de R$600. O auxílio emergencial é destinado para os trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa. Quer conferir mais informações referentes ao CoronaVoucher? Então continue nos acompanhando! 

CoronaVoucher

CoronaVoucher

Sobre o CoronaVoucher 

Com o objetivo de auxiliar as famílias brasileiras mais vulneráveis em meio a pandemia do novo CoronaVírus, o Governo Federal criou o CoronaVoucher. 

Esse é um auxílio emergencial no valor de R$600 destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda, tendo como principal objetivo auxiliar essas pessoas a enfrentar a crise provocada pelo coronavírus. 

Segundo a proposta, o CoronaVoucher será pago nos próximos três meses, mas, poderá ter pagamento prorrogado até enquanto durar a epidemia. 

✓ Saiba como fazer sua Consulta Cidadão

Inicialmente, a equipe econômica teria feito a proposta de conceder R$ 200 aos informais. Pouco depois, o Palácio do Planalto concordou em aumentar o valor para R$600. 

A renda média será verificada por meio do Cadastro Único, ou seja, do CadÚnico, para os inscritos e, para os não inscritos, por meio da autodeclaração em plataforma digital.


Quem tem direito ao CoronaVoucher? 

Assim como já mencionamos ao longo deste post, o CoronaVoucher tem valor destinado aos trabalhadores informais, autônomos e sem renda. Mas não basta apenas se encaixar nesses critérios, é necessário atender as regras estabelecidas a seguir:

  • Ter idade igual ou superior a 18 anos;
  • Não ter emprego formal;
  • Ter renda familiar mensal de até 1,5 salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal que não ultrapasse a marca de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);
  • Não receber aposentadoria, seguro-desemprego ou benefício assistencial e de programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa Família;
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Além disso, o interessado também deve cumprir as exigências listadas abaixo:

  • Ter inscrição de microempreendedor individual (MEI);
  • Ser contribuinte facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);
  • Ser trabalhador informal;
  • Estar inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico);
  • Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

Valor do CoronaVoucher 

O projeto do CoronaVoucher deve ter duração de pagamento de três meses, podendo ser prorrogado até enquanto epidemia durar. 

O auxílio emergencial garante aos que se encaixarem nas regras o valor de R$ 600 e de R$ 1.200 para mães responsáveis pelo sustento da família.

✓ Dê uma olhada no novo Calendário Bolsa Família

CoronaVoucher permite até, no máximo, dois beneficiários por família, totalizando uma renda emergencial de R$1.200. Nos casos das mães responsáveis pelo sustento da família, terão direito a receber duas cotas (como já mencionamos).


Como e onde sacar o benefício? 

O CoronaVoucher será pago por bancos públicos federais, como a Caixa Econômica Federal, por exemplo, por meio de uma conta do tipo poupança social digital. A mesma será aberta de forma automática no nome dos beneficiários.

Clientes da Caixa poderá receber os depósitos diretamente nas suas contas bancárias. Os correntistas e poupadores de outros bancos poderão optar por transferir os valores para suas contas sem nenhuma taxa de cobrança de transferência. 

Até o momento o Governo não definiu nenhum cronograma para pagamento do auxílio emergencial Mas, de acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o calendário terá os mesmos moldes do utilizado para o saque-imediato do FGTS. 

Assim que obtivermos mais informações sobre esse auxílio emergencial, voltaremos a atualizar este post. Sendo assim, fique atento(a) ao nosso site!

Avalie este artigo

Avaliação média: 4.63
Total de Votos: 16

CoronaVoucher: Cadastro e Datas do Auxílio Emergencial de R$600